Moto X – O que há de novo?

Hoje, dia 03 de setembro, a Motorola lançou o Moto X no Brasil. Com preço sugerido de R$1799, o aparelho chega às lojas com um atraso do modelo americano, e que tem alguns recursos a mais que o modelo brasileiro, como o Moto Maker. Confira abaixo as novidades mostradas pela empresa no evento de hoje:

O evento

O evento da Motorola foi recheado de surpresas. Guy Kawasaki, entusiasta de tecnologia, estava lá, e apresentou detalhes do seu livro, Enchantment. Depois, falou sobre os 10 passos para o encantamento, além de falar um pouco de sua trajetória.

Quem entrou depois foi Leo Madeira, ex-VJ da MTV, que apresentou a entrada da atriz Ingrid Guimarães, que apresentou uma esquete, ilustrando seu dia com o novo aparelho, demonstrando suas funções. Depois da apresentação da atriz, Leo entra no palco novamente e chama Rodrigo Vidigal, executivo de marketing da Motorola, que falou rapidamente a respeito das funções do aparelho.

Ingrid Guimarães. (Créditos: Lucas Silva)

A atriz Ingrid Guimarães (Créditos: Lucas Silva)

O aparelho

O Moto X é o aparelho mais smart no mercado. Mas, por que esse título, afinal? Simples. Os comandos do Google Now são muito bons, e já funcionam nas terras tupiniquins. Ele reconhece se está no bolso, no carro, enfim, em todos os lugares, isso graças ao núcleo de processamento contextual. O Moto X vai reconhecer a voz de seu dono, e trabalhar junto a ele para entregar informações em tempo real no Google Now.

O design é bonito, em plástico de alto padrão, com textura muito suave. O aparelho é bem leve e fino, e muito bom de se segurar.  O processador é o Motorola X8 Computing System, que alia 4 núcleos de GPU, 2 núcleos de processamento íntegro, 1 núcleo para processamento contextual e um para linguagem natural. Ele já vem com 4G brasileiro.

O sistema é quase puro, limpo, e traz uma experiência parecida com a do Android puro. As únicas customizações que temos são alguns ícones, como o do controle de voz, câmera e mais alguns recursos extras. Fora isso, não temos mais nenhuma personalização. Para ativar a câmera, basta girar o telefone na mão duas vezes.

Aparelho na mão de Amauri Sousa, parte da Staff da Motorola. (Créditos: Lucas Silva)

Aparelho na mão de Amauri Sousa, parte do staff da Motorola (Créditos: Lucas Silva)

Moto X. (Créditos: Lucas Silva)

Moto X (Créditos: Lucas Silva)

Migração

A Motorola aposta em outro elemento chave: a migração de um aparelho antigo para um Moto X, usando o WiFi. Bastou conectar no WiFi e autorizar a transferência, e pronto. Tudo é transferido, músicas, fotos, etc. É uma ótima função que já está disponível na Play Store, gratuitamente.

O app foi testado pela staff da Motorola na demonstração para os jornalistas, e funciona muito bem. A única dó é que serve apenas para dispositivos Android, então apenas quem vem de um aparelho Android antigo poderá aproveitar essa função.

Amauri Sousa e Alexandre Caldeira demonstram o uso do Moto X. Na tela a esquerda, um RAZR (XT910), sendo espelhado por HDMI. (Créditos: Lucas Silva)

Amauri Sousa e Alexandre Caldeira demonstram o uso do Moto X. Na tela a esquerda, um RAZR (XT910) sendo espelhado por HDMI (Créditos: Lucas Silva)

Preço do aparelho

O aparelho tem preço sugerido de R$1799 e estará à venda em duas semanas, como informado pelo staff da Motorola. Caso ele siga os passos do Nexus 4, é bem capaz que ele caia de preço depois de um tempo. Ele chega na versão de 16GB, sem personalização via MotoMaker, apenas nas cores Preto e Branco.

A equipe de marketing da empresa irá analisar a vinda do modelo de 32GB para o Brasil e, de acordo com o staff, o MotoMaker chegará no ano que vem ao país, com um bom atraso em relação ao modelo americano.

Resumo

O Moto X chega ao país sem alguns recursos, como o Moto Maker e a versão de 32GB, mas se torna o aparelho mais esperto do mercado ao oferecer serviços especializados em reconhecimento de movimento, voz, entre muitas outras coisas, bastando tirar o aparelho do bolso.

Lucas Silva

Sou gamer, amante da série GTA, geek ao extremo e amante desse paraíso chamado Internet. Podem me encontrar num Starbucks ou em um restaurante asiático. Gosto de editar vídeos, fotos e de escrever. (caso seja de seu interesse, você pode me encontrar no Facebook: goo.gl/f0sQph -- apenas clique em seguir e pronto! :D)

Comentários